Tradução: Without Within

maio 17, 2015

Yea! 

Konnichiwa people! Hoje venho com a tradução dessa Visual Novel! Na verdade traduzi ela faz um tempo, iria trazer para o blog mas com ela dentro do jogo para download, mas sabem como é né? Nem tudo acontece como esperamos, e eu esperei demais até ~.~ . Então decidi deixar isso pra lá, parar de esperar uma alma caridosa que sabe mexer com engenharia de visual novel, ter a linda disposição para colocar a minha tradução no jogo. Parece que to com raiva né? HAUSHA' calma, não to, é que to um pouco cansada disso. Mas caso eu consiga a vn com a minha tradução, atualizarei o post e colocarei o link para download!

Se você não conhece Without Within saiba um pouco nessa minha postagem que falei um pouco sobre ela aqui 

Não irei postar os finais ruins e nem os da dlc's, apenas a linha da história certa e tradicional, okay?
Let's Go? Go Go? 



''Vinty! Vinty! Vinty! Vinty!'' Os gritos de meus fãs ecoou a porta na minha frente.


Um dos meus dois guarda-costas envolveu sua mão ao redor da maçaneta. ''Por favor, prepare-se, senhorita Vinty. Uma vez que eu abrir esta porta, vamos direto para o nossa limousine''.


O guarda tinha motivos para se preocupar. Eu não havia me acostumado com essas multidões. Ainda assim, eu acenei para colocá-lo à vontade. Depois uma respiração profunda, ele empurrou a porta.


Uma multidão levantaram centenas câmeras, logo que eu saí. Meus guardas acenou os braços para afastá-los. Estava a pé nesse tapete vermelho que foi feito para mim, depois de tudo. Eu mandei um beijo para esses camponeses.


'' Senhorita Vinty, por favor, se apresse,'' meu guarda-costas disse. Muito ruim para ele, eu rebolava ao longo como uma modelo em uma passarela.


Um grupo verme de jornalistas conseguiu passar pela multidão. Eles estavam na ponta dos pés entre os meus guardas, na esperança de uma entrevista exclusiva.


'' Vinty, como é a sensação de ter ganho outro calígrafo da concessão do ano? "" Um repórter me perguntou. Antes que eu pudesse responder, mais uma dúzia de pessoas gritavam uns sobre os outros, esperando a minha atenção.


'' Vinty, posso tirar uma foto com você? ''


'' Você pode assinar alguns autógrafos para os meus filhos? E dois para mim, é claro. ''


'' Ahh! Eu não posso acreditar que eu estou de pé tão perto de Vinty! ''


Meus fãs batiam os sapatos sujos em todo o tapete vermelho. Finalmente, meus guarda-costas tirou seus sprays de pimenta para manter esses fãs no lugar.


Um garoto jovem chegou em minha direção, apesar de ter um spray mirado no seu rosto. Mas era admirável para um camponês. Eu estendi a mão para este fã do sexo masculino para beijar. Infelizmente para ele, ele desmaiou na mira das minhas unhas perfeitamente polidas.


Cheguei a minha limousine. Meu guarda-costas abriu a porta para mim, e enquanto eu subia, meus fãs à direita batiam tantas fotos quanto podiam.


'' Senhorita Vinty! Senhorita Vinty! '' A multidão gritava na minha janela e o carro parou. Que estranho, eles nunca agiram assim. Oh, minha presença graciosa deve ter sido demais para a sua sanidade. Estes coitados.


''Senhorita Vinty! Senhorita Vinty!''
*acorda do sonho*

''...''


''...''


''... Oh.''


Bem, eu me diverti enquanto durou. Pelo menos eu consegui ficar em uma limousine por uns bons trinta segundos. Na vida real, o meu veículo só registrado era, bem, uma bicicleta de dez anos. De qualquer maneira, meu apartamento não tinha espaço para um carro.


Na verdade, este quarto simples com paredes rachadas pode ser um insulto à palavra apartamento. Puxe as cortinas para uma espetacular vista de um dólar, com um tubo de esgoto e uma parede pintada de amarelo. Basta abrir a janela se quiser sentir o cheiro do esgoto também. A experiência é de tirar o fôlego.


A propósito, desculpe, isso é tudo que eu precisava. Este lugar realmente tinha dois quartos, muito obrigado. O segundo quarto passou a ser um vaso sanitário. Isso ainda explica, certo?
O vaso sanitário que entope três vezes por mês, por isso tenha cuidado ao usá-lo


'' Senhorita Vinty! Senhorita Vinty! "Uma voz de mulher ecoou do lado de fora. Ela não era fã, mas sim, a minha proprietária. Olhei para o meu relógio. 06:00. Esperando uma ou duas horas teria sido melhor.


Ela provavelmente só queria me dizer sobre um outro aluguel atrasado. Nada de bom sai da boca daquela mulher. Seria melhor eu ficar na cama.


Levantar e atender (x)
Ficar na cama


'' Indo! '' Atender é o mais apropriado, mas a proprietária ainda continuou batendo. Eu disse que estava indo, não disse? Talvez eu devesse sair nua para ela sacar. Se este fosse um jogo, poderíamos ter um impulso venda também.


''Bom dia senhorita Vinty,'' a dona da casa disse. ''Tenho que perguntar: o que é com esse cabelo? Parece que você acabou de acordar. ''


''I-Isso é porque acabei de acordar. ''


''É um desperdício para jovens senhoras longe da juventude como você dormir tanto assim'' A dona da casa balançou a cabeça


Ela não tinha o direito de me pregar assim. Eu queria dizer a ela, mas decidir ir contra ela, lhe daria desculpa para me ensinar mais. Com seu tamanho, e eu enfurecida, ela iria me esmagar em uma Vinty de pancake aromatizado


' Senhorita Vinty, o aluguel está atrasado há três dias ''


Oh. Bem, pelo menos não houve aumento de renda. '' S-s-desculpe senhora. Meu próximo salário virá após turno de hoje à noite, então eu vou pagá-la amanhã de manhã ''


a senhoria resmungou. '' Tudo bem. Só sei que, se continuar assim, você vai ter que encontrar outro lugar para morar ''


Ela virou-se para sair. Uma vez que ela desapareceu por trás do corredor, eu chutei minha porta fechada, fazendo com que um pedaço da minha parede rachada caísse. Tentei empurrar a peça de volta no lugar mas meu esforço resultou em mais fragmentos da parede em descamação


Ótimo. A dona da casa me faria pagar por isso no próximo mês. Depois que me tornar uma calígrafa realizada, ela iria implorar por uma chance de limpar o meu sapato.


Ei, Eu parecendo um pouco garantida, mas nunca foi a minha intenção. Um monte de gente famosa teve um começo humilde. Gostaria de seguir os seus passos. Mas, primeiro, eu precisava me dedicar no trabalho.


E assim voltei para a rua mais movimentada na minha área. Com minhas caligrafias espalhadas antes de mim, eu me sentei no concreto e me apoiei contra o muro. Buzinas soaram atrás de mim, misturado com pessoas gritando coisas sobre mães uns dos outros.


Estes carros expelindo fumaça que me faz engasgar. Apenas uma das muitas coisas eu lido em nome da arte. Pedestres levou quase cada centímetro de espaço na rua em frente. Certamente, este seria o dia em que alguém verá o meu talento.
*espera*


''...''


''......''


''.........''


Como sempre, ninguém me deu nada mais do que um olhar de passagem,  e minha vontade logo diminuiu. Deixe-me ser honesta. Eu nunca esperei ser regada com elogios por cada cabeça que passa por aqui.


Como que é aquele ditado? Dez por cento das pessoas que você estendeu a mão irá colaborar com o seu trabalho. Eu poderia viver com isso. Mesmo apenas um por cento. Por favor, qualquer coisa menos zero


Eu queria gritar para essas pessoas. Eles não tem idéia quanto suor derramado que tive para fazer essas caligrafias.


- Perseverar (x)
- Endoidar


Decidi manter este desprazer para mim mesma. As pessoas muitas vezes dizem que a paciência será recompensada. Gostaria de saber se a minha paciência iria valer a pena.


Assim que eu pensei isso, um homem fez uma pausa para olhar para os minhas caligrafias. Ele tinha um balde de frango frito na mão. O cheiro me deu água na boca.


À medida que o homem olhou meus trabalhos, um por um, eu senti minhas bochechas esquentando de ansiedade. Finalmente, alguém que poupou seu tempo para ver meus trabalhos. Esta deve ser a minha recompensa. O momento não poderia ser mais perfeito.


Chamei a coragem de falar com o homem, mas ele falou primeiro. '' Você está cobrando por isso? ''


Eu consegui um pequeno aceno de cabeça.


O homem bufou. '' Eu nunca iria pendurar isso na minha parede, mesmo que você me desse de graça. Sério, essa é a exibição mais descarada que eu já vi ''


''...'' Trolls on-line é uma coisa. Confrontar com um na vida real era uma raridade. Só julgar os braços esqueléticos do homem, eu aposto que eu poderia dominá-lo com facilidade, então ele saberia o quão grande o erro que ele tinha feito.


- Ataque
- Conter-se (x)


As pessoas sempre falam para ignorar. Eu cerrei meus dentes e ficou parado. Após gargarejou na minha cara,e o homem saiu desfilando.
E eu determinada a provar que ele estava errado, eu continuei sentada e esperando os potenciais clientes


Outras mil pessoas caminharam por mim, sem poupar um olhar. Ficar mais tempo aqui seria um desperdício de tempo.


Então eu arrumei minhas coisas, eu insisti que eu estava saindo porque a minha parte do tempo começou a correr. Lá no fundo, eu sabia que as palavras do homem tinham balançado a minha confiança.


Desistindo de caligrafia significaria que eu tinha perdido todo esse tempo por nada. No entanto, se eu não tinha o dom, perseverar pode piorar as coisas. Lágrimas brotaram nos meus olhos e eu fechei as mãos conseguindo forças para segurar as lágrimas.


Falando em lágrimas, eu ouvi uma criança chorando dentro da multidão. Parece que tinha uma criança perdida. Alguns pedestres atirou olhares, mas nenhum deles ofereceu mais do que isso


Esses realmente eram pessoas horríveis. Para me animar, eu disse a mim mesma que eu nunca iria querer minhas caligrafias sendo possuída por pessoas assim. Eu deveria ajudar o garoto, mas isso significaria chegar mais tarde no trabalho.


- Ignorar
- Ajudar (x)


Se eu julgar os outros por abandono de uma criança, em seguida, como o cara me julgou, eu seria uma idiota e uma hipócrita. Com um suspiro, eu andei até o menino.


'' Não, não. Está tudo bem. Você se perdeu da mamãe? ''


O menino estava chorando tava muito difícil de responder. Inclinei-me para acariciar suas costas com uma mão e com a outra na cabeça. '' Deixe-me saber, você se perdeu da mamãe, certo? Vou ajudá-lo a encontrá-la, por isso não há necessidade de ter medo. ''


O garoto fez um aceno de cabeça, e eu sussurrei bom menino em seu ouvido. '' Qual é o nome da sua mamãe? ''


''F-fome...''


'' O nome dela é fome? '' Barriga do menino rosnou e eu percebi o que ele queria dizer. '' Oh, bem, que tal eu comprar um sanduíche? ''


O garoto balançou a cabeça. '' Eu quero sorvete ''.


'' Ei, garoto. Sorvete é mais uma sobremesa, na verdade ''


'' Eu quero sorvete. ''


E assim sorvete que foi. Uma para ele e nenhum para mim. O dinheiro saiu do meu bolso, é claro. Minha pobre, pobre carteira. Pelo menos esse garoto poderia ter comido tudo em vez de deixar derreter mais que a metade em sua camisa.


'' Jessie '', disse o menino. '' Esse é o nome da mamãe ''


'' Jessie! Jessie! '' Eu chamei enquanto caminhava ao longo da rua. Agora, as pessoas olharam para mim mais do que nunca. O suficiente para me fazer corar, na verdade. Talvez eu devesse tentar gritar Jessie aleatoriamente na próxima vez eu vender minhas caligrafias


O tempo passava, o céu ficou laranja. Sim, eu sabia que o meu turno tinha começado há meia hora. Pare de lembrar.


Uma mulher espremida no meio da multidão e correu em direção a nós. Ela passou correndo por uma luz vermelha, quase sendo atropelada por um caminhão no caminho.


'' Mamãe! '' O garoto se animou na espera e correu para o abraço de sua mãe


Após murmurando desculpas a seu filho, a mulher olhou para mim. '' Oh, muito obrigado por ajudar! Você é maravilhosa, simplesmente maravilhosa! ''


Com a torrente de elogios meus lábios enrolou em um sorriso estúpido. '' Qualquer um teria feito a mesma coisa ''


'' Por favor, se há alguma coisa que eu possa fazer em troca, apenas me diga'', disse a mãe.


' Na verdade, tem algo que eu preciso de ajuda''


A mãe concordou. '' Qualquer coisa em meu poder, senhorita. ''


'' Q-qual caminho de volta para a estação de trem? ''


O céu já tinha escurecido quando eu cheguei no trabalho. Abri a porta do restaurante cautelosamente para evitar fazer qualquer barulho. Modo Stealth ligado. Não é atoa que eles me chamam de Vinty Ninja


'' SENHORITA VINTY. '' A voz do meu chefe quase me fez saltar até o ventilador de teto.


'' D-d-d-d-d-desculpe, estou atrasada. '' Eu queria explicar, mas meu chefe olhou para mim, e minha língua travou em um monte de sílabas. minha explicação foi lá em algum lugar, provavelmente, talvez.


Eu recebi uma bronca do meu chefe, mas pelo menos eu tenho o trabalho. Vários colegas franziram a testa por não estar aqui durante um período tão agitado.


No final, eu levei toda a culpa sem reclamar. Bem, em um ponto, eu me tranquei dentro de um banheiro e gritei na bacia. Eu também posso ou não ter fantasiado eu molhando a cabeça dos meus colegas de trabalho num vaso sanitário.


Pelo menos eu ganhei o salário necessário para manter a minha calma senhoria por mais um mês. Como para o mês depois disso, queremos ver quando chegasse a hora.


Tudo que eu queria era prosseguir com a minha arte, mas a realidade ficava me pressionando no sentido de encontrar um segundo emprego.


A caminho de casa, vi um banner de uma Visual Novel chamada Princesa Aria. O jogo havia muito sensacionalistas em cada fórum que eu conhecia. Arte surpreendente, juntamente com um elenco de dubladores famosos. O escritor e compositor eram grandes nomes, também.


Para Princesa Aria ter um anúncio tão grande, deve haver um monte de dinheiro colocado por trás do projeto. A forma como esta o banner pendurada no alto deu-me a sensação que era importante. Luzes brilhantes brilhavam no rosto da princesa para impressionar os jogadores.


Sim, isso era o que eu realmente precisava. Se eu tivesse uma banner como este, sem dúvida pessoas faziam fila para comprar a minha caligrafia. Eu já podia imaginar como as pessoas iriam reagir enquanto eu caminhasse pelas ruas.
*sonhando acordada*
'' Ei, eu acho que foi Vinty! ''


'' Uau. mentira! Você quer dizer daquele famoso calígrafo que vejo em todos os banners? ''


'' Sim, ela é muito boa! talvez nós devemos pedir seu autógrafo. ''


Meu agente, então, intervir para falar em meu nome. '' Por favor, se alinham de forma ordenada todos ''


'' Quanto custa um autógrafo? Cale-se e toma o meu dinheiro! ''


Meu agente acenou em resposta. '' Autógrafos estão disponíveis para uma centena de dólares, obrigado. ''
*acorda e chega na loja*
'' Isso seria uma centena de dólares, obrigado '', disse o dono da loja de jogo. Princesa Aria custa o dobro do que eu havia previsto. Se não da para comprar o jogo, eu teria muito pouco para alugar. Abri minha carteira, esperando que eu possa ter mais dinheiro na mão do que eu percebi. Acabou que eu tinha menos, na verdade.


Baixei a cabeça e suspirou o lojista. Seus olhos castanhos arqueados me pressionando a compra algum um jogo. Eu peguei três trens para chegar aqui. Poderia muito bem pegar algo. Eu disse o lojista quanto dinheiro eu tinha, e ele balançou a cabeça.


O dono da loja tirou um jogo diferente sob sua mesa. Ele limpou a poeira sobre ele para que eu pudesse ver a capa. A leitura do título, Guerra Girassol. Uma Visual Novel sobre o campo de batalha.


Copyright 1997, li no final. Não é à toa que foi tão barato. Art por InvertMouse, sei lá quem diabos era. A tampa frontal se encaixam perfeitamente em uma sala de aula do jardim de infância


Virei para ver o que tinha em destaque na parte de trás. Este jogo era com resolução de até 640x480. Verdadeiramente um auge da tecnologia.


O lojista fez uma careta. Ele deve ter percebido que eu queria dizer não. Seu olhar fez minhas palmas mancha de suor, e acabei comprando o jogo. Lidar com pessoas como ele, sempre tem sido uma fraqueza minha. Vou me lembrar de nunca visitar esta loja novamente.

Com passos pesados, voltei para o meu apartamento. Zero vendas de caligrafia, atrasada para o trabalho e com o aluguel, e acabei gastando dinheiro em um jogo que eu não tinha interesse. O que eu realmente queria jogar era a Princesa Aria. Me forçar a sofrer com mais qualquer outra coisa, iria me chatiar mais.



- Jogar (x)
- Dormir


Eu me fiz gastar o dinheiro em Guerra Girassol. Poderia muito bem dar uma chance. O dia me deixou bastante cansada, por isso esta relíquia de um jogo iria fazer um bom trabalho colocando-me para dormir.


Eu liguei meu laptop e inseri o disco, o que eu esperava, em parte, que ele não conseguiria carregar por conta da velhice. Pena que funcionou muito bem.


Sem dúvida, um monte de pessoas estavam amando Princesa Aria agora. Enquanto isso, lá estava eu, desfrutando deste 640x480 de dádiva de Deus. Nenhuma voz agindo. Estas ilustrações parecia que eles foram feitos por uma criança. Seria melhor fechar os olhos e imaginar as minhas próprias obras de arte.


''A grama chegou até os joelhos''. Eu lendo junto, eu pintei uma imagem da cena na minha cabeça. ''As plantas sussurravam na medida que entrei completamente. Fizemos uma pausa, uma vez a cada poucos passos, temendo com medo de haver cobras escondidos entre os arbustos''.


De alguma forma, conseguimos sobreviver à noite. O sol subiu de além do horizonte, delineando a terra com um brilho alaranjado. Lentamente, o céu azul surgiu e dissipou as trevas que nos assombrava.


Quando a luz banhou o solo, eu me encontrei em um campo de girassóis. Eu tinha imaginado este lugar como um lugar muito mais aterrorizante, mas a ansiedade só tinha sido pregado peças em mim. Eu respirei fundo para saborear a fragrância da manhã. Ao longe aves piava como se aplaudisse por nossa sobrevivência.


Eu podia vê-lo. Não só isso, mas tocar, ouvir e sentir o cheiro também. Uma experiência trabalhada pela minha imaginação. A imagem rivalizava com os traços de qualquer artista, e que pertencia a me sozinho. Este cumprimento me inspirou a imaginar as coisas ainda mais.


As explosões de tiros nos ensurdeceu medida que mergulhei atrás da parede. A bala passou zunindo na ponta do meu capacete. Sam tinha me dado este capacete após seu último suspiro. Gostaria de continuar o seu legado.


O calor do deserto, o suor beslicando todos os meus poros. Eu queria desesperadamente esvaziar esta garrafa de água na minha garganta, mas sem nenhuma ajuda à vista, devo economizar cada gota.


Os olhos de Jo fechada, desta vez nunca para reabrir. Apesar da nossa promessa em sobreviver juntos, só eu consegui ama-lo. Como eu queria poder ir no seu lugar.


Terminei de ler Guerra Girassol certo como o relógio marcava três horas. Como tantas pessoas perde este clássico me deixa pasma.


Na verdade, isso seria uma mentira, como eu também tinha a intenção de sair atirando este jogo de lado. Eu ficava exigindo excitamento sem oferecer um pingo de paixão em troca. Se eu joguei minha parte, eu poderia ser capaz de descobrir muito mais.


Enquanto os créditos de Guerra Girassol rolava, eu percebi o quão pequeno o grupo de desenvolvimento foi. A equipe provavelmente sabiam que não tinha chances contra os grandes estúdios. No entanto, eles ainda fizeram o seu melhor com as tecnologias dotadas para entregar uma visão em que acreditavam.


A felicidade que sentiram a trabalhar no projeto fazendo cada linha deste jogo. Eu poderia olhar para a direita de seus corações. Coração. A coisa que eu tinha muito tempo negligenciado.
*recordando*
'' Mamãe! Papai! ''


'' Vinty! O que é isso, querida? "


'' Olha, olha! É a minha galigafia"


'' Querida, é a caligrafia. Mas isso é ótimo! Eu acho que você tem muito talento! "


'' Heheh, isso é muito divertido. Eu estou indo para se tornar uma calígrafa!''


Eu tinha esquecido a última vez que encontrei alegria na caligrafia. Nestes dias me senti como uma tarefa de supermercado. Eu estava obcecada em quanto, ou melhor, o quão pouco, as pessoas prestaravam atenção aos meus esforços.


Meus trabalhos já não possuía coração, e eu não percebi isso. Hora de fazer algo sobre isso. Eu mal podia esperar para recomeçar. Afinal de contas, eu escolhi esse caminho, porque eu amo.


No dia seguinte, eu me arrisquei a ir com um novo conjunto de caligrafias. Embora eu tenha feito nenhuma venda, até agora, eu ainda encontrei-me radiante. Isso pode explicar por que algumas pessoas sorriram de volta. Talvez tenha sido o tempo, mas eu jurei que todos se sentiam mais quente hoje


'' Mamãe, mamãe! Lá está ela! A Senhorita Sorvete! '' Um menino arrastou sua mãe em minha direção. Era aquele garoto que o ajudei ontem. A mãe e eu trocamos acenos.


'' Querido, a senhorita tem um nome. É rude para chamar-lhe de Senhorita Sorvete ''.


'' Qual é o nome dela, então? ''


'' Oh meu, é ... bem ... desculpe, qual é mesmo? ''


'' É-é Vinty. ''


A mãe deu um tapa menino nas costas. '' Está vendo? Seu nome é Senhorita Vinty. ''


'' Mamãe, podemos comprar um destes Doodle da Senhorita Sorvete? ''


Doodle deve ser outra palavra top para caligrafia. Nenhuma outra explicação poderia me impedir de tremer o cérebro deste menino. Meu nome estava em nenhum lugar dentro daquele pequeno cérebro, de qualquer maneira.


''The mother checked her wallet, and her face scrunched up the way mine often did. All good, madam. I knew how it felt to be living on the edge. The edge of being homeless'' (Sorry, sem tradução)


'' Por Favor? Por Favor? Por Favor? Por Favor? Por favor? "" O garoto atormentava por diante. Isso mostrou por que eu nunca teria filhos. A mãe cedeu finalmente e comprou um de meus trabalhos.


Adivinhei o garoto queria pagar a minha bondade. Eu dei o cabelo um plissado como agradecimento. Depois de istalar seu dente perdido um sorriso, ele puxou a mãe de volta para a multidão. Bem, pelo menos eu tive porcentos melhores do que ontem.


Outro homem caminhou em minha direção. Uau, eu estava em um rolo agora. Com o coração do meu lado, minha fama e fortuna tinha chegado. Limpe meus sapatos agora, camponeses!


'' Ei, é você de novo '', disse o homem. Oh, o troll de ontem


Eu acalmei os meus pensamentos para evitar causar uma cena. Talvez o cara veio para pedir desculpas. Mesmo um verme como ele deve saber o quão rude ele foi. Sim, minha aura havia limpo de todos os maus pensamentos. Vá em frente, esvaziar sua carteira em minha grandeza.


'' Uau, esses novos rabiscos são ainda piores do que os que você trouxe da última vez ''.


''...''


''.....''


''.........''


*surta*

De alguma forma, eu tinha se transformado em uma celebridade da internet


Top comentário: '' Dayum, encaixeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!''


''Wow, ela foi uma completa louca LoL''


'' boca triângulo em 00:07. ILLUMINATI ''


''Ela ficou tipo: ''Porque você não compra'' haha''


mas isso pode ser um bom momento para olharem para esse meu segundo trabalho ...


Criação: InvertMouse 


Opnião da Júh: 
A história da vn é divertida, pequena e simples, mas com uma grande lição de vida! Nunca pense primeiramente no dinheiro, faça oque você ama, não importa as dificuldades que surgem, você em paz com você mesmo, já é um grande avanço, pessoas que alem de ser bons no que fazem e que também AMAM seus trabalhos, são muitas vezes mais notadas.

Leia também:

0 comentários

© 2017 Sweet Magic. Re-Design By: Juciane Damasceno. Tecnologia do Blogger.
Eu Sou do CBBlogers